domingo, 30 de maio de 2010

A minha poesia*

Revejo a minha poesia, o meu projecto
há tristeza e alegria neste meu trajecto
muitos versos, expressões de saudade
fiz poemas descrevendo como me vejo
outros tantos falam, amiúde, de desejo
todos eles testemunham minha verdade

Releio as minhas poesias mais antigas
odes que escrevi como redigisse cantigas
puros hinos ao meu mais puro sentimento
palavras que exprimiram o meu interior
motes de um aprendiz de poeta inferior
frases esculpidas pelo sentir do momento

Reflito nos instantes em que as escrevi
e questionando-me sobre tudo o que li
apenas me ocorre uma explicação vã
sobre o passado, quase tudo, eu já disse
sobre o presente, escrevo por carolice
sobre o futuro? Escreverei algo amanhã

*Poema extraído do meu 1º livro AMADOR DO VERSO

16 comentários:

  1. A sua Poesia é linda de viver.
    Felizes somos nós que desfrutamos de tuas
    escritas.
    Meus aplausos!
    Ótima semana!

    Beijos...

    ResponderEliminar
  2. A imaginação é mais importante que o conhecimento. Conhecimento auxilia por fora, mas só o amor socorre por dentro. Conhecimento vem, mas a sabedoria tarda.

    Albert Einstein

    Amor & Paz na nova semana...M@ria


    Obs:Selinho Caminhos Poéticos prá voce aqui na página com carinho meu.

    ResponderEliminar
  3. Meu querido Manu

    Lindo este poema, sentimentos vividos.

    deixo um beijinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  4. É sempre bom termos o alento de que no amanhã encontraremos o verso do amanhã.
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar
  5. A poesia são nossa bagagem pela vida.
    Gostei muito.
    Bjs

    ResponderEliminar
  6. Muito bom hein Manu!!
    Excelente poema..
    Aliás, não só este..
    Todos são...
    PARABÉNS
    e obrigado pela visita..
    abraços do outro lado do atlântico

    ResponderEliminar
  7. Oi Manu! Parece-me mesmo que nós, os contadores da alma, precisamos primeiro esgotar todos os espaços de nosso passado para, somente então, pensarmos naquilo que gostaríamos que viesse. Linda poesia! Um beijo, Deia

    ResponderEliminar
  8. Olá Emanuel,
    Bonita a sua poesia!
    Eu gosto!

    Bjs dos Alpes

    ResponderEliminar
  9. Um resgate a si mesmo, muitas vezes faz o poeta.
    Confesso que ultimamente quase todos os meus poemas têm se voltado a um passado escritor. Meus poemas cercados de aforimos, sentimentalismo rasgado, vontade de ser eterno. Um dia, tudo adormece, a crítica vem, outros livros ridicularizam os anteriores e perdemos o "poetinha" de outrora. É nosso papel resgatá-lo, mostrá-lo para os que nunca desistem, e que possam acreditar nesse passado.
    Obrigado pelo belo poema, amigo.

    F.M.

    ResponderEliminar
  10. Obrigada por vir querido Manu. Amo suas visitas.
    Beijos além -marrrrrrrrr........M@ria

    ResponderEliminar
  11. Agradecemos a sua participação na Postagem Coletiva!
    Venha conhecer o novo ganhador no Sorteio do livro e aproveitar para conhecer o nosso entrevistado. Uma pessoa maravilhosa que sentimos muito orgulho em poder chamar de Amigo!
    Um abraço carinhoso

    ResponderEliminar
  12. Olá...!

    Sabes...? O meu blog conta já com um ano...! E para a ocasião escrevi algo que também é para ti... e, de passagem, podes ver que há um selo que podes levar, se assim o quiseres... Pois, como o seu nome indica, serve para "selar" este vínculo que nos uniu neste tempo transcorrido..., isso me encantaria..., e faria completo este festejo e a minha alegria...!
    Ou se não..., ofereço-te uma flor de Ceibo que é a flor do meu país: Argentina.

    Obrigado pela tua presença...!

    Cumprimentos,

    SERGIO.

    ResponderEliminar
  13. Aproveito para rever suas poesias e curtir o seu blog!

    ResponderEliminar
  14. Sempre belos e inspirados seus versos Manu. Adoro vir aqui te ler. Bjss amigo.

    ResponderEliminar
  15. "Não haverá borboletas se a vida não passar por longas e silenciosas metamorfoses."

    Rubem Alves

    Feliz Domingo e beijos meus...M@ria

    ResponderEliminar
  16. Belo jeito de dizer eu te amo,
    Parabéns,pela participação.
    Boas energias,
    Mari

    ResponderEliminar